Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

26
Jul 09

 

Ontem escrevi no meu diário em papel. Sim, porque eu considero que tenho 3 diários: este, virtual e, de certa forma, público, um segundo aqui no pc, virtual, que, com a minha mania da conspiração está à beira de uma qualquer vontade hackeriana de ser lido por quem eu menos quero e um em papel, que está guardado na minha casa. Tal como lá depositei, normalmente escrevo nele em tempos de crise. Tempos em que precisava de um bom ombro amigo, sem juízos de valor, ou de 200 ou 300 euros para umas sessões de psicanálise. Ontem escrevi o que me ia na alma, hoje reli.

 

Volto a achar que o universo me põe nas mesmas situações over and over again para que eu aprenda a lição, mas eu não sei que lição deva aprender. Deixar de ser preconceituosa? Aprender a viver o momento presente sem fazer comparações com o passado ou o futuro? Lição difícil de sair, esta. O preconceito é, realmente, estúpido e nem parece meu. Há coisas que, da minha perspectiva, não são bem preconceitos, são valores, e é aí que tudo se confunde.

 

Bem tento pôr de uma vez na minha cabeça que vou precisar de muita tranquilidade neste dois anos que se avizinham, mas o meu corpo quer é altas ondas e muitos mergulhos. Prometo a mim mesma que, se este desporto extra-radical se esgotar, não me meto em mais nenhuma. Revisito apenas e ocasionalmente praias seguras e vigiadas. Mas não é fácil sequer convencer-me disto.

 

Vou, mais uma vez, para o maravilhoso Alentejo. Gostava de aproveitar estes dias para fazer a desintoxicação, para fazer muito yoga, muita natação e tonificar o corpo um pouco mais. Corpo são em mente progressivamente mais sã. Era bom, era...

 

Wish me luck!

publicado por Trintona(inha) às 23:41
sinto-me: Já tive dias melhores e piores
música: Choose Love - Rita Redshoes

20
Jul 09

 

Os próximos dois anos da minha vida começam em Outubro. Vão ser muitas noites sem dormir, de volta dos portáteis, trabalhos, impressoras, propinas, apresentações de trabalhos, seminários.

 

 

Mas também vão ser muitas horas de galhofa com, pelo menos, duas boas companhias, muitos kilómetros para cá e para lá em amena cavaqueira...

 

 

E, daqui a dois anos, se tudo correr bem, serão atribuições profissionais diferentes, melhor remuneração...

 

Saber isto horas antes de entrar no Estádio do Restelo para ouvir uma fantástica banda (ok, não foi só uma, mas ofuscou todas as outras!)... há coisas fantásticas, não há?

publicado por Trintona(inha) às 15:51
sinto-me: On top of the world!!!
música: The Killers - Human

16
Jul 09

 

Restelo, no meu primeiro dia oficial de férias. Parece-me auspicioso.

 

publicado por Trintona(inha) às 18:39
sinto-me: Super!
música: Brandi Carlile - Cannonball

02
Jul 09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parte 1

 

O que te choca: a burrice, a ganância, a falta de uma humildade verdadeira

 

O que te arrepia: bom, eu interpreto "o que me arrepia" de pelo menos duas formas diferentes: uma é a pergunta anterior, outra a seguinte... 

 

O que te excita: a memória ou a imaginação de sexo selvagem...tanto como da doçura de fazer amor com a pessoa que queremos tanto, tanto...

 

O que te solta: sexo? looooooool

 

O que te faz rir: tanta coisa! rio facilmente!

O que te faz chorar: alguns (poucos) filmes...

 

O que te causa náuseas: náuseas literalmente, nada...

 

O que te falta para seres feliz: já sou...

 

O que te traz infelicidade: costumo ver o copo meio cheio, pelo que mesmo que uma parte da minha vida, num determinado momento, esteja a correr mal, nunca penso "sou tão infeliz!"... é como diziam os outros: "Always look on the bright side of life"

 

O que te magoa: maldade pura

 

O que desejas: o que tenho quase todos os dias :D

 

O que receias: doença

 

O que não queres perder: o crescimento dos meus filhos, ou seja, a vida

 

O que queres alcançar: felicidade ainda mais constante

 

Uma data que abomina: abominar mesmo? não tenho

 

Uma festividade que adora: o Natal e os aniversários dos meus filhos 

 

Uma qualidade que aprecie nas pessoas: inteligência

 

Uma característica que abomine nas pessoas: falsidade

 

Uma mentira que tenha dito: há muitos, muitos anos: "sim, amorzinho, contigo é sempre muito bom..."

 

Uma nostalgia: o tempo da inocência de acreditar que ia escolher um príncipe encantado, ter filhos dele e ser feliz para sempre em família não-mono-parental :D

 

 

Parte 2

 

Vida: excelente

 

Amor: muito bom

 

Casamento: não percebo porque é que há tanta gente a querê-lo

 

Família: é a base

Dinheiro: quando há é muito bom... mas também é sempre bom saber fazê-lo esticar!

 

Homem: alto, inteligente, bem disposto, charmoso, largo q.b., connaisseur... 

 

Mulher: sou sim, ninguém tem dúvidas...

 

Desejo: = sexo ?

 

Sucesso: 3 vertentes: familiar, profissional, relacional

Profissão: foi quase ao acaso mas gosto muito, sim

 

Saúde: de ferro!

 

Internet: um vício terrível e uma grande necessidade... não sei como sobrevivi tantos anos sem

 

Presente: adoro

 

Passado: tenho poucas memórias más e cada vez me lembro menos delas

Futuro: promete!

 

Politica: Bloco

 

Brasil: ia de férias sim, mas acho que a pergunta não foi é "traduzida"... se fosse "Portugal" responderia: país com grandes potencialidades, quer a nível geográfico, populacional, climatérico... sei lá... mas depois os maus vícios dos portuguese e dos que com eles se contagiam estragam tudo

 

Sexo: mais? ok, ok! Bring it on!!!

 

 

Arte: gosto. não fui educada para apreciar, tenho pena disso, mas tento fazer algumas visitas culturais e incutir o gosto aos miúdos também

 

Opinião sobre o desafio em questão: :) adoro este tipo de questões... obrigada Lady Magenta! 

 

publicado por Trintona(inha) às 23:22
sinto-me: fixe!
música: Gaivota

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO