Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

27
Fev 11

 

A época de começarmos a espreitar os cartazes de espectáculos musicais que terão lugar em terras lusas já começou.

 

30 Seconds to Mars

Rihanna

Chemical Brothers (não me tira da cama, mas é um sucesso entre nós...)

Bon Jovi

Coldplay

 

 

Ou arranjo uma outra profissão, ou outro trabalho, ou só vou poder ir a um, como sempre... 

publicado por Trintona(inha) às 11:48
sinto-me: Com este sol, bem, pois claro!
música: BEP - I gotta Feeling!
tags:

25
Fev 11

 

Por motivos profissionais, hoje falou-se de práticas sexuais dos jovens. Para os mais desatentos, quando se dizem as palavras "jovem" e "sexo", hoje em dia, na mesma frase, em certos meios, fala-se de 12/13 anos. 

 

Vi há uns tempos na Oprah que é "usual" ocorrer sexo oral entre os jovens, durante o tempo das actividades escolares, por exemplo, de uma forma ocasional, esporádica, "sem compromisso", nos USA. Chocaram-me vários factos, um deles o facto de serem elas a prestar este tipo de "mimo" a eles, sempre, sem que haja retribuição. Chocou-me a idade deles. Chocou-me o local escolhido, pelos vistos, usualmente (a carrinha escolar, lá atrás - o condutor é cego?). Choca sobretudo o, às vezes, nem saberem bem como eles se chamam. 

 

Não tenho conhecimento que, entre nós, isto seja assim tão comum que seja um problema... Mas... será que não? Ou será simplesmente que não nos chega a informação?

publicado por Trintona(inha) às 08:00
música: Duck Sauce - Barbra Streisand

24
Fev 11

 

Este post vem atrasado talvez umas duas semanas. Mas alguns de vós terão visto o anúncio que vou referir.

 

Sinto-me um pouco ofendida quando vejo um outdoor afixado numa paragem de autocarro com um homem que não deve muito à beleza a dizer "Está preparada para a revolução?"

(perdoem-me se cometo alguma inexatidão, mas já foi há um tempinho e acabei por não lhe tirar nenhuma foto).

 

Primeira questão que me assola: "está preparadA?!" A? PorquÊ? Só as mulheres é que limpam? 

 

Segunda questão: porque é que tudo o que é marketing virado para os homens (leia-se gadgets, carros e viagens) tem sempre gajas podres de boas que na maioria dos casos nem faz falta ao anúncio e a nós colocam um senhor que pode ser muito bom homem mas que nem que estivesse a pagar para me fazer um strip eu aceitaria? Somos parvas? Cegas? Temos mau gosto?

 

Terceira questão: paragem de autocarro? Queres ver que também não conduzimos, só andamos de transportes?!

 

Muito mau. Tenho pena de não me lembrar da marca do detergente para nunca mais comprar e escrever um pequeno e-mail para a agência de publicidade. 

 

:-P

publicado por Trintona(inha) às 10:00
sinto-me:

23
Fev 11

 

De tempos a tempos uso uma analogia que um amigo me explicou um dia.

 

Para além de docinha, acho-a muito apropriada e torna tudo fácil de entender.

 

Na vida há muitos tipos de amores. Temos o amor da nossa mãe, do nosso pai, do irmão, da irmã, do filho, da filha, das amigas, dos amigos... e do namorado/a. Há quem diga: "Não preciso de um amor romântico, tenho o dos meus filhos!". Mas, tal como numa salada de frutas, em que a comparticipação de cada fruta é que dá o sabor final, assim são os amores... 

 

O amor da mãe pode ser o sabor da maçã, do pai a pêra, do irmão a laranja, da irmã o abacaxi, dos amigos a manga e do namorado/a o morango, por exemplo. Sem todos eles não seria salada de frutas, assim como a vida não tem o mesmo sabor se não tivermos, pelo menos de tempos a tempos, todos os "tipos" de amores...

publicado por Trintona(inha) às 14:54
sinto-me: :-)
música: Sara Bareilles - King of Anything
tags:

22
Fev 11

Creio que ainda não tinha feito ESTE aviso à navegação:

 

SE ALGUMA VEZ LEREM ALGUMA COISA ESCRITA POR MIM SOB O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, POR FAVOR, INTERNEM-ME, ALA PSIQUIÁTRICA.

 

Pode ser a feminina.

 

Obrigada

 

publicado por Trintona(inha) às 11:45
sinto-me: !
música: The Dirty Bit - BEP

21
Fev 11

Compreendo que quem leia o meu blog não tenha essa ideia de mim, normalmente não é sobre o que vou escrever hoje que mais me apetece debitar, mas de há umas semanas para cá não consigo deixar de pensar nisto.

 

Chegámos a um ponto, enquanto sociedade, que eu não consigo compreender.

 

Facilitar o nosso trabalho, facilitar as nossas tarefas, acho óptimo.

 

Uso máquina de lavar-loiça, uso máquina de lavar roupa, telemóveis, pagamentos automáticos, comandos à distância para aparelhos razoáveis, como TV e DVD...

 

Agora... rolos de papel higiénico em que o tubo pode ir pela sanita para eu não ter de dar mais dois passos para o pôr no caixote de lixo?! Desculpem?! E depois ocorre-me... Esta marca (ainda só tenho conhecimento de uma) não deve ser das mais baratas... Que pessoas dão mais dinheiro para não ter de ir pôr o tubo no lixo, ou a reciclar, que seria o ideal? E ambientalmente, isto será louvável? I think not...

 

Os jornalistas só publicam o que lhes traz alguma mais-valia, os políticos continuam a encher os bolsos próprios e os dos amigos, continuam a haver "profissionais" que dizem «quer recibo, cobro-lhe o IRS...», continuam a haver pessoas que recebem subsídio de desemprego mas fazem "uns biscates", agora rebentou a barraca (finalmente!) por causa dos médicos & farmácias corruptos que chupavam a "mama pública"... para não escrever algo mais ordinário, como apetece...

 

Sei que não é grande alternativa, mas apetece mesmo mudar de país, juro que apetece...

publicado por Trintona(inha) às 16:18

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
26

28


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

47 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO