Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

12
Mar 09

 

Está quase a chegar, na minha vida, uma data memorável: um ano de liberdade.

 

Um ano de chegar a casa e não me sentir oprimida. De não me sentir enganada. De não sentir que todos os meus esforços não são quer notados.

 

Um ano de me sentir apreciada, não depreciada... Observada, não transparente... Ouvida, não ignorada...

 

De uma das primeiras vezes que entrei em casa depois dessa data surpreendi-me a mim própria a experienciar aquela situação de me sentir "com menos 10 kg em cima dos ombros"...

 

Neste ano tanto vi os olhos de cachorrinho abandonado como recebi mensagens de agradecimento pela minha atitude (como se eu não tivesse tido "ajuda" a tomar a decisão)... A instabilidade sempre foi um ponto forte seu...

 

Tenho algumas ideias de como posso celebrar este dia... algumas meio doidas... Mas ainda não decidi...

 

 

Não costumo colocar letras, mas esta música há-de ser sempre a banda sonora deste capítulo...

 

How about a round of applause
Standing' ovation

You look so dumb right now
Standing' outside my house
Trying' to apologize
You're so ugly when you cry
Please, just cut it out

And don't tell me you're sorry 'cause you're not
Baby when I know you're only sorry you got caught

But you put on quite a show
Really had me going
But now it's time to go
Curtain's finally closing
That was quite a show
Very entertaining'
But it's over now (but it's over now)
Go on and take a bow

Grab your clothes and get gone (get gone)
You better hurry up before the sprinklers come on
Talking' about, girl, I love you, you're the one
This just looks like a re-run
Please, what else is on (oh)

Oh, and the award for the best liar goes to you
For making me believe that you could be faithful to me
Let's hear your speech out

But it's over now...

publicado por Trintona(inha) às 22:35
sinto-me: Excelente!!!
música: His song: Take a bow - Rihanna

8 comentários:
Parabéns!

Eu tb fiz um ano recentemente!
Fui jantar fora sozinha e bebi um bom tinto e brindei a mim.
;)
Felicidades.
Patxocas a 13 de Março de 2009 às 15:15

Obrigada!

Bom, então parabéns a ti também pelo ano e por seres das poucas pessoas que me acompanha na "audácia" de sair sozinha, ainda para mais a jantar fora!!!

Beijo!
Trintona(inha) a 13 de Março de 2009 às 18:14

Olá T.

Porque dizes 1 ano de liberdade, como era a tua relação, seria assim tão má... desculpa, mas eu estou numa fase em que já não sei se tenho forças ou se ainda vale a pena lutar mais... não sei se faço sentido...
vulgar a 16 de Março de 2009 às 10:20

Olá

Fazes todo o sentido, muito embora eu seja uma mulher e tu sejas um homem (presumo)...

A minha relação era muito má, pelo menos para mim... Não sei se me faço entender...

Beijo

Olá de novo,

Eu amo a minha mulher e as minhas filhas, a minha vida quando passo a ombreira da Porta de casa, é um perfeito inferno... e só o tolero, na esperança de dias melhores... ou seja, conto até 1 milhão para não explodir e mandar tudo para o ar.... libertar-me desta opressão.... mas... amo-as muito...e isso faz-me viver de há um tempo para cá, dentro duma "redoma", em que sinto todo o corpo dormente... bahhh... devo estar mas é a entrar em depressão, a doença de quem não gota de trabalhar...
Beijo e fica bem... quanto ao alargar a pesquisa ??? vais ter de me explicar melhor...
vulgar a 17 de Março de 2009 às 08:31

Olá V

Não pretendo ser a versão portuguesa do Dr. Phill, mas... já pensaram em frequentar terapia conjugal? Não sei bem que tipo de problemas têm mas talvez seja um bom ponto de partida... Viver assim é que não é bom para ti, nem para as tuas filhas e provavelmente também não será bom para a tua mulher. Pensa assim: vê o exemplo que vocês estão a dar às vossas filhas. Gsotariam que elas tivessem o vosso tipo de ambiente familiar nas casas delas, quando forem adultas?

Alargar a pesquisa era relativo a "Conheces todas as formas de sexo?: Nem por isso..." :D Brincadeira para não tem coisas mais sérias em que pensar...

Beijo
Trintona(inha) a 17 de Março de 2009 às 17:37

Mas lembra-te que uma data memorável significa "aquilo que volta todos os anos", ou seja, aquilo que se faz ou que volta todos os anos.
Que a tenhas comemorado da melhor forma.
Beijo.
aamrsapiens a 21 de Março de 2009 às 12:01

Olá R

Sabes bem a lembrança desta relação vem a todos os minutos da minha vida... como todos os separados, divorciados e viúvos sentem quando há filhos envolvidos...

Comemorei, obrigada.

Beijo
Trintona(inha) a 21 de Março de 2009 às 16:23

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO