Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

11
Mai 10

 

Voltei a estar sozinha.

 

Não sei se posso chamar-lhe "estar sozinha".

 

Em casa não estou sozinha, estou até bem acompanhada.

 

Emocionalmente não estou sozinha. Alguém me acompanha todos os minutos do meu dia. Acompanha-me sempre que toca uma das nossas (milhentas) músicas no rádio, no meu telemóvel, na televisão, no elevador do Shopping, no leitor de mp3 da colega... enfim. Acompanha-me de cada vez que alguém me pergunta como está a minha vida amorosa e eu me lembro dele. Como não me lembrar...

 

Daqui a poucos dias faz um ano que o conheci. Um ano de dias muito, muito, muito fantásticos. Muitos dos momentos que com ele passei fazem parte do meu Top20. Sim, porque eu também tenho um Top20 de momentos, tal como tenho de músicas. Mas não estou com ele. Por isso lhe chamo "estar sozinha".

 

Sozinha por opção. Sozinha porque não quero fazer parte da vida de ninguém que não ame como o amo a ele. Porque enquanto ele viver no meu peito, não vale a pena tentar amar outra pessoa. Ele é demasiado grande para deixar entrar mais alguém.

 

Não quero estar com mais ninguém e não posso estar com ele. Fico, como eu lhe chamo, em "terra de ninguém". E é aqui que entra uma das minhas frases de vida, esta vinda do Reiki: "Ao menos por hoje, não te preocupes". Porquê preocupar-me hoje com uma coisa que pode resolver-se amanhã? Ou para a semana, ou daqui a um ano?

 

Acredito que as pessoas passam pela vida umas das outras com um propósito. Sei qual é o dele na minha vida. Talvez seja só esse. Se assim o for, aceito com tranquilidade. Se for para algo mais grandioso, aqui estarei também.

publicado por Trintona(inha) às 20:44
sinto-me: :-)
música: Alicia Keys - Love is blind

10 comentários:
Força nisso, vais ver que vai aparecer alguém maior, ou ele vai amar-te como mereces. Palavra de Marco ;)
Marco Batista a 12 de Maio de 2010 às 01:37


Não terás nunca ideia de como me bateram essas palavras.

Obrigada

H

Como estás?
Nestas situações nunca ficamos lá muito bem..
Junta-te ao já famoso clube dos encalhados!!

Beijocas
G a 12 de Maio de 2010 às 09:21

Encalhado?! Fala por ti!

:-D

Sabe bem estar sozinha... É como tentei expressar no post... É melhor estar sozinha do que estar com alguém só porque não se suporta estar a sós connosco próprios! E felizmente, isso, ainda gosto!

:-)

Kiss

PS: Mas se esse clube faz umas saídas porreiras, vê lá se convidas. Estou a precisar apanhar a primeira bebedeira da minha vida!


como membro honorário do grupo dos encalhados, mas que adora a companhia dele próprio (se calhar é por isso q estou encalhado….), não tivesses tu longe e convidava-te para uma real bebedeira, sozinho para n haver testemunhas das figuras….
Marco Batista a 12 de Maio de 2010 às 12:36


Não gosto nada da palavra.

Que raio. "Encalhado". É certo que já comparei este meu amor com um barco... Mas daí até me chamar a mim própria "encalhada"... :-P

Ninguém está "encalhado". As pessoas só não têm companhia porque não querem. É só baixar o grau de exigência, quer em termos de características físicas, quer psíquicas. A ver se um dia escrevo um post bem elaborado (cof cof) sobre isso...

Obrigada pelo convite prá bebedeira... :-) Pena estares longe então.

:-D

Obrigada!

Sobre o tema encalhado, a minha irmã diz que encalhados são os que estão numa relação pq estão encalhados a uma pessoa (tal como um barco), os outros estão livres para navegar. Eu estou mais encalhado na minha relação com a vida. Pois e isto de ser exigente é lixado, qd se está mal habituado….
Marco Batista a 12 de Maio de 2010 às 12:57


Eh lá! A tua irmã é uma mulher sábia!!! Aproveita-a bem... Gostava tanto de ter uma irmã, ou um irmão, em quem pudesse confiar a 100%...

Acho que ela tem toda a razão. Mas gosto de pensar que as pessoas que estão numa relação (nós também já as tivemos, e voltaremos a ter, não é?) estão atracadas no cais. Encalhado é demasiado ao calhas... Demasiado catastrófico e irremediável...

É. Quando se conhece uma pessoa nota 10 em tudo... é difícil passar para uma 9 ou 8... Especialmente quando a nota 10 quer voltar à tua vida... e voltar... e voltar... Não é?

ohhhh, se é difícil, acho que tens de ter uma conversa super directa com essa pessoa nota 10. Dizeres o que realmente queres, mas super directa, sem os rodeios femininos, depois esperar que ele prove já mudou/adaptou-se ao que queres.

Pena que ela não queira voltar...
Marco Batista a 12 de Maio de 2010 às 15:30


A pessoa em causa sabe o que sinto, sabe que estaria disposta a situações, a condições que nunca pensei estar. Sabe.

Não sou mulher de rodeios.

Ou ele se decide a amar-me como eu mereço ou aparece alguém maior.

:-)

Obrigada, estás a ajudar o meu dia a ser melhor!

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
18
22

24
25
27
29

30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

47 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO