Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

26
Mai 10

 

 

Nos últimos dias tenho "discutido" com várias pessoas a questão da nomenclatura:

 

Amigo colorido / fuck buddie / namorado / companheiro

 

Ainda me devem estar a faltar alguns "estados" para a lista, mas mesmo assim...

 

Ok, então, para mim, amigo colorido é aquele amigo/amiga a quem se liga quando se quer dar uma queca. Uma bootie-call à portuguesa. Chegou-me ao conhecimento que há pessoas que são afastadas desse estatuto porque iniciaram conversas demasiado íntimas. Nunca tinha imaginado, mas ok, aceito a realidade e fico contente de ter aprendido mais qualquer coisa. Porque é que essas pessoas não desenvolvem uma relação, há motivos variados e aceito isso também. Um deles pode ser que a companhia é boa para o que é mas nem dois dedos de conversa se aguentam... :-P Falta de tempo para o amor, regularmente, também é uma hipótese? :-)

 

Fuck buddie confesso que nem conhecia. Ao que ouvi, é um amigo colorido sem a porção do "amigo". Só mesmo para o que é. O que eu achava antes é que o amigo colorido não é certamente a primeira pessoa a quem telefono a contar uma boa novidade ou para chorar no ombro de. Ou seja, não é um verdadeiro amigo. Até porque eu considero que para duas pessoas serem amigas não pode/deve haver interesse sexual entre as duas... Estarei errada?

 

Namorado... Ai. Aqui a coisa ainda se complica mais. Nos dias de hoje, o que é que define ser-se namorado/a? Ajudas?

 

Companheiro... nesta penso que não há duvidas, não? É condição sine qua non a partilha de uma casa, certo?

 

Que confusão!!!

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 23:23
sinto-me: :D

17 comentários:
O denominador comum é o "Fuck"...
Executivo Chanfrado a 27 de Maio de 2010 às 21:37


Olá Chanfrado

Fico contente de ver que ainda aqui vens!

Se calhar não me expliquei bem... eu pedi ajudas para as diferenças... o denominador comum... eu conheço-o!!!



Kiss kiss

Cansei disso! Quero um "marido"! E olha que smempre fui do contra casar-se, mas com 32 penso que seria uma boa opção!!!
aumentar peitos a 18 de Junho de 2010 às 15:22

Olá!

E tem sido fácil, essa tua busca de um "marido"?

Beijo

T

Fico feliz por ver que não sou a única a pensar seriamente sobre este assunto ! (;

Ainda sou uma menina nestas andanças dos ditos "amigos coloridos". Como estreante, posso dizer que é algo difícil de definir.

Acho que apenas nos enganamos a nós próprios ao "compactuarmos" com estas relações... Se estamos com a pessoa é porque ela suscita algo em nós... Podemos não saber bem o quê, mas suscita.

Talvez queiramos apenas um "escape" para os nossos dramas amorosos, os nossos "reais" problemas... e quando damos por nós, já os nossos "amigos coloridos" fazem perte do problema também.

Às vezes acho que é preciso ter VOCAÇÃO para se ser "amigo colorido". às vezes falta-me vocaçao ! ahahah! Não consigo fazer aquilo de "comer e cagar na pessoa". É algo que (ainda) me ultapassa enquanto ser humano com o mínimo de sentimentos e de auto-valorização.
contudo... cá estou eu para aprender o quea vida me tem para ensinar! Se me magoar, hei-de recuperar !

beijo* (:
Jo* a 7 de Julho de 2010 às 16:21

Olá Jo!

Obrigada pela visita e pelo comentário!

Em relação ao que dizes, eu acredito que cada pessoa, em cada altura, com cada pessoa, terá um objectivo, ou uma razão para ter aquela pessoa como amiga colorida apenas... e não o pacote todo...

Pode ser porque a pessoa é boa para sexo mas insuportável para uma relação, pode ser porque a pessoa tem medo de se entregar a uma relação a sério, onde pode ser magoada, pode ser alguém para quem ter um ou vários amigos coloridos é muito fácil e cede à tentação de ter "muito" sem muito esforço... Não concordas?

Beijo

Sim, de facto acho que isto também são fases. Eu ainda tenho 20 anos... Provavelmente, quando estiver na casa dos 30, também pensarei da mesma forma (:

ah! é verdade, quanto à nomenclatura: entre os meus amigos e amigas, costumamos chamar "amigos da foda" às pessoas com quem "temos as nossas cenas".

ah! e achei imensa piada à expressao "fuck buddie" xD digamos que em inglês até lhe dá um certo prestígio do que dito em português ! ahahahahah

beijo*
Jo* a 7 de Julho de 2010 às 19:48


;-)

Quando eu tinha 20 anos era para mim impensável "dormir" com alguém que não o meu namorado!!!

São fases, nossas e da vida!!!

mas quando não se tem namorado... nao há nada de "impensável" =P ahahahah

é a vantagem de nao o ter xD
Jo* a 7 de Julho de 2010 às 22:10

Certo!!!

Mas repara... eu fiz 20 anos no belo ano de 1996!!! As coisas não eram como são hoje!

Mesmo aos 33 anos, mesmo em 2010, não há muitos amigos/amigas com quem eu fale sobre os meus amigos coloridos assim... chamando os bois pelos nomes!!! ;-)

Kiss
T

eu tenho uma teoria ...

as pessoas têm "amigos coloridos" por uma de duas razões:

< ou já sofremos muito e mandamos tudo para o espaço e queremos é "aproveitar a vida";

< ou nunca gostámos de ning "a sério".

É a conclusão a que chego ao ver os casos q cnheço de perto.

*
Jo* a 7 de Julho de 2010 às 22:29

Olha... respondendo um pouco à tua teoria... Se há coisa que aprendi nestes 33 anos de vida é que, na vida real, não é comum haver "preto & branco"... Vários graus de cinzento são muito comuns...

Talvez tenhas razão quanto à maioria das pessoas.

Conheci o meu primeiro amigo colorido à séria há uns 2 anos. Foi uma altura em que eu estava muito magoada, saí de uma relação muito má. Ele é fabuloso, lindo de morrer, inteligente... Ainda tive ali uns dias de achar que, com ele, poderia (friso o poderia) voltar a acreditar em tudo o que deixei de crer com os anos de uma relação que me estava a sufocar. Rapidamente percebi que não era bem isso que ele pretendia, até porque ele também tinha saído de uma relação terrível.
Entraram pessoas na minha vida, saíram, certamente que na dele também... e ele foi ficando.

Tivemos alturas em que ele "me convidou" e eu disse-lhe que não queria porque tinha alguém. Ele respeitou. Essas pessoas saíram da minha vida e voltámos a encontrar-nos.

Neste momento optei por estar sozinha, sem namorado nem pretendentes sérios ao cargo. Quando a "vontade" chega, penso nele. Provavelmente, iremos voltar a estar juntos. Sem stresses nem complicações. Sabe bem. E pronto.

Sintetizando. Sim, quero curtir a vida. Mas não nego que, neste momento da minha vida, gostava de ter alguém ao meu lado, alguém que eu ame desmesuradamente, que não tenha problemas em me demonstrar que me ama da mesma forma. Alguém a quem posso ligar a chorar, a contar algo de muito bom que me aconteceu. Alguém com quem partilhar bons momentos. Um companheiro de vida.

Sim, já gostei muito a sério. Pelo menos de uma pessoa. Um gostar não de adolescente, não de jovem, mas de mulher.

Será que consegui responder?
:-)


humm sim (: LOL Eu estava só a divagar um bocado a por assim em termos muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito gerais !
Claro que cada caso é um caso e só cada um e que sabe verdadeiramente a sua historia e como a vive.
Mas, mesmo assim, não acho que eu tenha perdido a razão ...

Posso dizer que o meu actual "amigo com umas corezinhas alegres" apenas o é... porque sim. Sem qualquer razão lógica ou coerente. Simplesmente porque apetece e não há nada que se oponha.

EU era completamente "anti" estas cenas. Para mim só fazia sentido isto se gostasse mesmo da pessoa. Mas tenho aprendido q não é bem assim... Tou a aprender alidar com isto.. vá (:

*
Jo* a 7 de Julho de 2010 às 23:00

Haviam várias coisas na vida que eu não queria morrer sem experimentar. Neste momento vejo-me a ter que adquirir novos objectivos... É sempre estimulante!

;-)

Afinal, viver é isso mesmo :D
Jo* a 8 de Julho de 2010 às 00:12

E eu a pensar que andava com pensamento loucos... E encontrei o teu post!!! Já me sinto mais calma comigo mesmo e menos extraterrestre.. Ja estou nos 36... E sinceramente "amigo colorido" foi sempre algo que não via considerar na minha vida e agora... Porque não? Não aparece ninguém capaz de me fazer apaixonar, porque não alguém com quem passar uns bons momentos? Serei capaz de dar esse passo?
pingentecolorido a 16 de Março de 2012 às 15:42

Olá!

A minha opinião é que devemos sempre experimentar tudo o que nos traz curiosidade. Se não nos causa repulsa, confusão ou desconfiança... porque não? Porque a sociedade nos diz que as mulheres devem ser "castas" enquanto os homens são instigados a comer tudo o que mexe? Não aceito.

Tive os meus namorados, amigos coloridos, fuckbuddies, bootie-calls e tudo o que tive direito. Neste momento tenho 35 anos e estou numa relação. Mas se voltar a não estar e me apetecer... nem por um momento hesito. Desde que haja desejo pela outra pessoa, sexo sem amor TAMBÉM é delicioso...

;-)

Bons voos!!!
Trintona(inha) a 16 de Março de 2012 às 18:51

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
18
22

24
25
27
29

30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO