Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

27
Jan 11

 

Olhando em retrospectiva, estou finalmente a seguir todos os conselhos que várias amigas e amigos me foram dando ao longo da vida.

 

A O deu-me um dos mais marcantes, sobre o qual já aqui escrevi: "alguém que te mereça".

Até à data e mediante a informação de que disponho, é o que acontece. Sinto-me cuidada, deixo que me proteja, o que é algo que só me recordo de ter feito com uma pessoa na vida...

 

A G disse-me para "deixar de ver com os olhos da cara", que acho que foi a forma que encontrou para me transmitir que o mais importante não é beleza física, mas a interior... Creio que deixei de dar realmente a importância que dava a esse aspecto, senão, já me tinha perdido com o meu amigo colorido que tanto me tentava por causa desta questão...

 

O J mostrou-me a diferença entre o "estar feliz" e o "sentir-me completa". Há muito que não tinha esta coisa de confiança, de reciprocidade, de disponibilidade total... É bom...

 

Cheguei ao que eu, na brincadeira, chamo ao ponto de não-retorno, por causa de um filme, creio que o Fantasma da Ópera. Cheguei ao ponto de saber que vou sofrer um bocado se/quando ele sair da minha vida, se for por opção dele. Mas, lá está, já sei que não vou morrer, como fazemos na adolescência, e já não tenho a ideia que nunca mais me vou apaixonar na vida, como depois da separação... A vida continua, e assim é que é bom!!!

 

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 13:26
tags:

12 comentários:
O segredo é viver intensamente cada momento de felicidade e aprendermos a respeitar-nos.
Se por acaso um dia acabar, que recordes os bons momentos, esses ninguém tos pode tirar.

Beijinhos
sentaqui a 27 de Janeiro de 2011 às 17:16

Concordo completamente!!!
Trintona(inha) a 27 de Janeiro de 2011 às 17:25

... por vezes levamos algum tempo, mas chegamos lá ...
Agora aproveita a vida e vive um dia de cada vez, mas o mais intensamente possivel ...

Bj
green.eyes a 27 de Janeiro de 2011 às 17:54

:-)

É o que estou a tentar fazer!

:-*
Trintona(inha) a 27 de Janeiro de 2011 às 18:09

Isto do amor é tão imprevisivel...! Um pouco como a vida. Agora, ser ou não feliz passa muito por ser uma opção nossa :-)
Beijinhos,
Sofia
sofia a 28 de Janeiro de 2011 às 00:22


Parece-me que a imprevisibilidade, quer na vida, quer no amor, é que dão o sal necessário ao sabor!!!

:-)

Ser feliz depende de nós, claro que sim. Há quem tenha "tudo" e viva miserável e quem pouco tem e é feliz assim mesmo...

:-* e obrigada!
Trintona(inha) a 28 de Janeiro de 2011 às 00:31

Estou um pouco confuso na minha vida...tenho 22 anos e sou casado de fresco...tenho uma mulher atraente tanto fisicamente como psicologicamente...mas faz ja varios meses que so penso em mulheres na casa dos 30/40...dou-me bem com algumas mulheres dessa mesma faxa etaria e ja pensei em propor algum relacionamente sexual porque é somente nesse aspecto que me venhem esses mesmos pensamentos...Alguem me poderia dar um conselho?

Beijinhos e parabens pelo blog
Vintegenario a 28 de Janeiro de 2011 às 17:30

Olá

Eu costumo dizer que se os conselhos fossem bons não os dávamos, vendíamo-los... O que creio que posso fazer é dar-te alguns tópicos para reflectires... Até porque é a tua vida e nunca devemos viver a nossa vida pelas cabeças dos outros, não é?

Tens uma mulher atraente fisicamente e psicologicamente. Há muitos homens para quem isso não chega, para outros é demais. Dou-te um exemplo: um homem sai com a namorada/mulher, vistosa, bonita. Há uns quantos gajos que se babam. O gajo nota. Há alguns que se passam e fazem uma cena de ciúmes logo que possam. Outros dão-lhe a melhor queca de todos os tempos, penso eu, que nunca fui gajo, com o pensamento "Queriam mas sou eu que como!!!" Tu inseres-te em qual? Ou seja, se ela é bonita e te agrada, qual é o verdadeiro problema?

Dás-te bem com algumas mulheres na casa dos 30/40. Pensas em propôr-lhes um relacionamento sexual. E isso trazer-te-ia o quê? Melhoraria o teu casamento? Melhoraria o teu relacionamento com essas mulheres? Se a tua mulher viesse a saber (o que não é raro acontecer) o que é que acontecia? Vale a pena?

Já imaginaste a hipótese de estares sexualmente com a tua mulher e "fazeres o filme" mentalmente que ela é uma dessas mulheres? :-o

Espero ter ajudado um pouquinho!

:-*

No caso que me questionas-te insiro-me no tipo de homem que aprecio uma mulher que seja inteligente, culta, que saiba estar no dia-a-dia que possa aprender algo com ela sem ser ao contrario...ja fantasiei a hipotse de imaginar a minha mulher com essa faxa etária mas infelizmente nao deu muito resultado...eu sei que a traição não é uma virtude é uma estupidez, digamos que para uma percentagem de homens isso é um sinal de masculinidade o poder de tar com mais que uma mulher sexualmente...A verdade é que não me é nada indiferente quando passa uma mulher fisicamente bem constituida e com charme psicologico...será que uma "fantasia" que terei?

Obrigada pelo conselhos

Beijos
Vintegenario a 29 de Janeiro de 2011 às 16:33

Se me for permitido, deixo apenas um alerta:
Se mijares fora do penico, sujeitas-te a levar com o penico na cara.
E, já agora, nunca te esqueças que o que faças ou possas pensar fazer, também ela pode fazer ou pensar fazer.
Pois é.
Miguel a 1 de Fevereiro de 2011 às 13:46

Oh Miguel!!!

Porque é que colocas logo essa questão, antes de qualquer outra?

:-*
Trintona(inha) a 1 de Fevereiro de 2011 às 14:14

Uau, grandes progressos...

E então, encontraste o Amor, ou foi o Amor que te encontrou?

Creio que isso agora não importa, o que importa de facto é que te lembres que o que tu sintas, bom ou mau, também ele pode sentir. Atenção, paciência, cumplicidade e alegria de viver, creio que são esses os 4 ingredientes básicos duma boa relação a dois.
Miguel a 1 de Fevereiro de 2011 às 13:42

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

47 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO