Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

25
Jul 12

 

Tive uma conversa difícil mas muito interessante com uma mãe de três.

 

Uma já saiu de casa e as outras duas tratam a mãe como criada.

 

Ela, na maioria das vezes, enfia a viola no saco, deixa-as fazer o que querem e trabalha, trabalha, trabalha, trabalha...

 

A medo, partilhei com ela a minha teoria para umas das razões dos seus problemas:

 

"Hoje em dia as mães acham que têm de ser amigas dos filhos... e não têm... Têm de cuidar deles, guiá-los, ajudá-los a crescer... Baralhar as coisas faz com que as crianças percam o Norte".

 

publicado por Trintona(inha) às 21:04

20
Jul 12

É certo que os tempos não estão fáceis, que há casais com filhos para criar com o flagelo do desemprego a desmoronar-lhes a vida. É certo que há pessoas que se esforçam por estabelecer prioridades e têm de cortar muita coisa que lhes dava prazer. É certo que há quem trabalhe e mesmo assim o que leva para casa não chega para pôr comida na mesa.

 

Mas também há muito quem afirme que não tem dinheiro para determinadas coisas e depois, quando se olha para o telemóvel... topo de gama. Para o carro... alta cilindrada. Para a casa... recheada de tudo o que é gadget. Não se privam de ir comer a um restaurante ou de comprar toda a comida feita.

 

Eu não tenho pretensões de me lembrar de passar necessidade, mas sei que os meus pais a sentiram na pele. Muito. Lembro-me de a minha mãe contar que quando casou com o meu pai ele ia para o trabalho a pé (e ainda eram alguns km) porque não tinham dinheiro para o passe. Nunca me hei-de esquecer que uma avó de um ex-namorado meu contava que, quando ela era pequena, uma sardinha tinha de dar para alimentar uma família de 8 (e moravam numa aldeia piscatória).

 

Parece-me que o que há nos dias de hoje é excesso de facilitismo. O menino quer uma bicicleta, compre-se. A mãe quer ir de férias, faz-se um crédito. O pai quer um carro novo, pede-se um empréstimo a 8 anos. E depois não se come sopa, fruta nem legumes porque essas coisas são caras e nem fazem assim tanta falta. E pensar uma família de 4 consegue comer no McDonalds por 20€... 

publicado por Trintona(inha) às 23:49

31
Mai 12

 

 

Estar grávida de um homem e saber a sua profissão através do Facebook...

 

 

É uma questão de século ou sou eu que sou bota-de-elástico?

publicado por Trintona(inha) às 09:01

11
Mai 10

 

Voltei a estar sozinha.

 

Não sei se posso chamar-lhe "estar sozinha".

 

Em casa não estou sozinha, estou até bem acompanhada.

 

Emocionalmente não estou sozinha. Alguém me acompanha todos os minutos do meu dia. Acompanha-me sempre que toca uma das nossas (milhentas) músicas no rádio, no meu telemóvel, na televisão, no elevador do Shopping, no leitor de mp3 da colega... enfim. Acompanha-me de cada vez que alguém me pergunta como está a minha vida amorosa e eu me lembro dele. Como não me lembrar...

 

Daqui a poucos dias faz um ano que o conheci. Um ano de dias muito, muito, muito fantásticos. Muitos dos momentos que com ele passei fazem parte do meu Top20. Sim, porque eu também tenho um Top20 de momentos, tal como tenho de músicas. Mas não estou com ele. Por isso lhe chamo "estar sozinha".

 

Sozinha por opção. Sozinha porque não quero fazer parte da vida de ninguém que não ame como o amo a ele. Porque enquanto ele viver no meu peito, não vale a pena tentar amar outra pessoa. Ele é demasiado grande para deixar entrar mais alguém.

 

Não quero estar com mais ninguém e não posso estar com ele. Fico, como eu lhe chamo, em "terra de ninguém". E é aqui que entra uma das minhas frases de vida, esta vinda do Reiki: "Ao menos por hoje, não te preocupes". Porquê preocupar-me hoje com uma coisa que pode resolver-se amanhã? Ou para a semana, ou daqui a um ano?

 

Acredito que as pessoas passam pela vida umas das outras com um propósito. Sei qual é o dele na minha vida. Talvez seja só esse. Se assim o for, aceito com tranquilidade. Se for para algo mais grandioso, aqui estarei também.

publicado por Trintona(inha) às 20:44
sinto-me: :-)
música: Alicia Keys - Love is blind

22
Mar 10

 

Hoje o mundo inteiro tirou senha para me moer o juízo!

 

A excepção foi a existência de quatro pessoas muito especiais na minha vida, e o almoço, a ver o Tejo, em alto astral!!!

 

Obrigada água, obrigada rio, obrigada mar!!!

 

(Na outra vida fui golfinho, é certo!)

 

:-)

 

PS: Isto aqui do batráquio está diferente!

publicado por Trintona(inha) às 23:10
sinto-me: Bah
música: Hoje nada!

17
Mar 10

 

Não...

 

Eu não vivo num mundo onde um homem põe o filho de cinco semanas no forno, ainda que não o ligue... Ainda que tenha partilhado uma garrafa de whisky com a mãe da criança que, espero, não esteja a amamentar... Ainda que tenha fumado sei lá o quê, que continha alucinogénios...

 

Não...

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 22:48
sinto-me: Hã?
música: Alicia Keys - Empire State Of Mind (Part II) Broken Down

15
Mar 10

 

Algo vai muito, muito, mas muito mal neste país quando, à hora de almoço, se introduz no alinhamento de um telejornal, uma reportagem "em directo" para o local de filmagens de uma telenovela, mesmo que o argumento seja a sua estreia.

 

Eu não quero viver num país assim!

 

publicado por Trintona(inha) às 18:53
sinto-me: Nauseada!
música: Alicia Keys - Lesson Learned

14
Mai 09

Num exercício de introspecção, auto-avaliação e partilha da GRANDE sabedoria desta vossa yours truly... vou tentar colocar aqui algumas das minhas frases preferidas, e, claro, proferidas por mim frequentemente (para além das que já aqui hei-de ter colocado):

 

"Lá por olhar para a ementa não quer dizer que vá jantar!!!" - explico o contexto... quando estou a arrastar as minhas colegas, todas casadas, a ver um gajo ou outro que vale (fisicamente falando) a pena.

 

"Boi amarrado também pasta... e o mesmo se aplica às vacas!!!" - quando se fala de infidelidade no feminino... se eles podem e fazem, porque é que as mulheres não hão-de fazer também?!?!

 

"Preocupa-te mais com a tua consciência do que com tua reputação. Porque a tua consciência é o que tu és,e a tua reputação é o que os outros pensam de ti. E o que os outros pensam, é problema deles." - não precisa explicações, penso eu

 

"Não me arrependo do que fiz, mesmo que tenha corrido mal. Só me arrependo do que não fiz porque me faltou coragem." - e ficarei toda a vida a pensar como teria sido se a tivesse...

 

"A vida é curta para andarmos a mentir uns aos outros. Sejamos frontais e todos sairemos a ganhar com isso" - odeio mentiras... dará para perceber?

 

 

publicado por Trintona(inha) às 20:35
sinto-me: Já tive dias melhores...
música: Rita Red Shoes - Choose Love (+ 1 canção-fetiche)

13
Mai 09

 

 

Não procures o prí­ncipe encantado.

 

Procura, antes, o lobo mau: ouve-te melhor; vê-te melhor e ainda te come.

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 18:09
sinto-me: Good!
música: Rita Red Shoes - Choose Love

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO