Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

02
Out 08

Bom. Para começar, devo dizer que o dia de hoje foi impróprio para cardíacas. Estou a chá de tília porque não consigo tolerar camomila e sinto-me com o coração a mil. E estou hipertensa... o que para a minha idade, é muito mau.

 

Depois, tenho que agradecer ao António Variações. Pela letra escrita há mais de vinte anos, que tanto me inspirou no dia de hoje...

 

Em terceiro lugar, partilhar porque é que estou neste estado... Acordei de um pulo, apesar das poucas horas dormidas e fui arranjar-me. Ele já me viu sem maquilhagem, cabelo desarranjado... Por isso não adiantava aperaltar-me como se fosse para a noite, que ele já me conhece bem. Maquilhagem normal, cabelo arranjado (natural é de um encaracolado selvagem, arranjado faz lembrar o da Eva Longoria), salto bem alto, calça de ganga que me cai como uma luva e um top preto com um generoso decote. A cada vez que alguém se dirigia a mim, pensei que fosse a anunciá-lo... Que stress... A hora do almoço chegou, fui comer... Avisando onde estava, não fosse ele chegar... A certa altura pensei que fosse ele a chegar ao pé de mim e já quase não conseguia levar a comida à boca!!! Pensei com os meus botões: «Que raio! Porque é que ele me deixa assim? Já senti que ele também quer. Se o encaro neste estado, nem vou conseguir falar! Com outros homens falo das minhas tendências bissexuais, com este que gostava de experimentar o que ainda me falta explorar e não consigo sequer olhá-lo em condições!!!» Tentei acalmar-me... E voltei ao trabalho. Ele não apareceu. Noutra altura, passar-me-ia logo ali... Que ele não foi porque não está interessado em mim... Que... Que...

 

Por alguma coisa Deus fez os rafeiros atravessarem a minha vida.... E mesmo não sendo católica, acredito em Deus e acredito que tudo na nossa vida acontece por um motivo... E cheguei hoje à conclusão de qual foi o motivo deste meu contacto com eles... Aprender a ser paciente, a aceitar que até as coisas acontecerem não se deve tomá-las por garantidas, a ter em conta que nem toda a gente é como eu e faz o que «promete»... Trouxeram alguma serenidade à minha vida...

 

Dei as minhas voltas... Respondi a umas mensagens (saí do «castigo», mas não o aceito, por isso mostrei cartão vermelho...)... Fui buscar os miúdos e lá fui eu para o local onde o conheci...

 

Rapidamente o encontrei. Não sei como, serena. Parecia que tinha tomado alguma coisa. Juro que não tomei. Cumprimentámo-nos... Ele brincou com o meu filho, como sempre... E depois disse que tinha ficado retido, com problemas, que não conseguiu aparecer... Eu voltei a sugerir o SMS... E desta vez ele já pareceu ver as vantagens deste método... ;-) Foi buscar o telemóvel dele... Eu disse-lhe o meu número, ele deu-me um toque para eu guardar o número dele... ;-) Gostei da subtileza...

 

Parecendo hipnotizada, pela tranquilidade com que o fiz, perguntei-lhe como correu o dia de aniversário... Meio atordoado, perguntou «De quem»... E eu, a sorrir, respondi-lhe: «O teu»... Eu, que falo com ele umas 6 vezes por mês nos últimos dois anos, que jamais o tratei por tu... ;-) E disse-lhe que o meu aniversário é alguns dias depois do dele... Ele lá explicou como foi, que não liga muito a esses dias, que lhe fizeram umas surpresas... E depois pergunta-me pelo meu... Eu conto-lhe... Falamos um pouco de gostos musicais... Claro que, com 12 anos de diferença e um estilo de vida provavelmente oposto ao meu... não conheço metade dos grupos que ele falou, mas, com ele por perto, quero lá saber de música!!! :-D

 

Claro que eu aproveitei para reforçar a minha situação de solteiríssima, não fosse ele ter dúvidas... :-D

 

Ainda nos cruzámos mais algumas vezes... Falámos certamente sobre mais algumas coisas... Mas nem me lembro... Os olhos são de um verde delicioso... Acho que consigo imaginá-lo a falar, eu enroscada nele e não ouvir uma palavra do que ele diz... Só olhando para aqueles olhos... Ai... Lá vem a taquicardia...

 

Por fim, saiu uma hora depois da sua hora habitual... Ainda o acompanhámos... Coincidência? Não acredito em coincidências... Especialmente quando nós saímos a uma hora mais ou menos pré-determinada...

 

Aguardo A mensagem. Hoje penso que já não vem... Amanhã também é dia, não faz mal...

 

E pensar que o argumento do favor é tão fraquinho... Tão que até dá para desconfiar... Que bom...

 

Beijos!!!

 

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 22:30
música: Coldplay - Fix you
sinto-me: a não caber na minha pele!

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13
14
16

19
21
22
23
24

26
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO