Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

01
Nov 08

Já por diversas vezes aqui devo ter mencionado que considero «boa» a relação com a minha mãe. Falamos sobre sexo com uma relativa tranquilidade, adquirida durante a minha adolescência, altura em que comecei, por minha iniciativa, a falar de generalidades dentro deste assunto. Há poucos dias, falámos sobre os preservativos com sabores e tive que adiantar a conversa um pouquinho mais do que gostaria... Mas, ontem, tudo passou dos limites...

 

Nós as duas, à mesa, sem os miúdos. Momento raro. Conversa bacana, e surge sei lá de onde, a pergunta dos 5 milhões:

 

«É fácil para uma mulher, ter sexo com um homem sem sentir nada por ele?»

 

Claro que estamos a falar de mim, do meu passado recente. A separação já ultrapassou os seis meses e algumas rotinas se alteraram nas últimas semanas.

 

Não me engasguei com o jantar não sei bem como e tentei responder o mais sinceramente possível... «Depende da mulher, do homem, da situação... E há homens que fazem uma mulher perder a cabeça...» Isto, acompanhado DO sorriso-de-orelha-a-orelha... Não restaram dúvidas sobre se se falava de mim...

 

Esta vai ficar para a (minha) história...

publicado por Trintona(inha) às 19:57
sinto-me: Na boa!
música: Coldplay - Fix you

2 comentários:
A mera atracção física também é um sentimento. E esse é o sentimento mais básico para se querer fazer sexo com alguém. Por isso, não creio que alguém consiga fazer sexo com outrem sem sentir alguma coisa. Pode não haver amor, carinho, mas há, pelo menos, a atracção física, ou apenas uma qualquer forma de curiosidade. E sendo isto coisas que se sentem, é justo que lhes chamemos sentimento, não?
De resto, parabés por a tua mãe conseguir falar assim contigo. É um bom indício de que também poderás falar assim com os teu piquenos. E eles contigo.
Miguel a 3 de Novembro de 2008 às 13:48

Olá Miguel

Mais uma vez, claro... Concordo plenamente, daí a frase «depende da mulher, depende do homem»... Atracção física, pura e dura... sente-se e muito bem... E que bem sabe conseguir AQUELA pessoa...
;-)

Tento criar desde já uma relação desse género com os meus filhos. A minha filha já conhece dois métodos contraceptivos... :-D Mas penso dar-lhe fortes valores não só da parte teórica mas sim da parte emocional, que é o que ninguém nos fala...

Beijos!


Trintona(inha) a 3 de Novembro de 2008 às 17:16

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
21
22

23
25
26
28
29



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

48 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO