Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

27
Out 08

Em conversa com um amigo (daqueles que sei que posso ligar às 4h da madrugada, embora não seja de longa data, com muita pena minha), apercebi-me que as mulheres, de uma forma geral, da minha idade inclusivé, continuam a mentir em quase tudo o que diz respeito ao sexo. 

 

Que não vêem pornografia. Que não se masturbam, ou, pelo menos, não regularmente. Que não são capazes de fazer sexo sem amor. Sei lá que mais. Por outro lado, os homens dizem que, cada vez mais são assediados forte e feio por elas... Isto não soa a falso?

 

Eu, se calhar, sou ao contrário. Sou capaz de admitir que faço tudo aquilo que falei inicialmente, mas mesmo que veja o "Deus Grego" que me tira do sério não vou lá oferecer os meus préstimos sem o conhecer de lado nenhum. E não acredito que uma mulher, na minha faixa etária, que não tenha sexo regularmente, não se cuide sozinha, como eu costumo dizer. Já me aconteceu começar e não terminar (volto a dizer, sozinha) por cansaço. Mas isso é uma excepção.

 

Também não entendo porque dizem que não gostam de ver pornografia. Será porque têm medo de ver a dois e que depois lhes peçam para pôr em prática algumas das coisas que viram?

 

Será que é por medo de serem julgadas? Penso que sim. Porque continuo a ouvir relatos de jovenzinhos que só querem casar com uma virgem. Tenho pena deles. E delas. Mas às vezes apanham as espertalhonas que já foram com meio-mundo e lhes dão a volta... Desculpem, mas ahahaha... Bem feito...

 

Por outro lado, e quem priva comigo sabe que isto não é só conversa... Penso que uma boa parte da responsabilidade das mulheres não assumirem a sua sexualidade é culpa... delas próprias. Porque continuo a ouvir que «ainda bem que a minha filha é virgem» ao mesmo tempo de «o meu filho é um grande macho porque já comeu x namoradas?... Somos nós que educamos os filhos. Se a minha geração pensa assim, boa parte da responsabilidade é da geração da minha mãe. E a da minha filha, minha... Quando será que as mulheres se apercebem desse poder? E se libertam?

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 21:38
música: Alanis Morissette - Ironic
sinto-me: Surpresa

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13
14
16

19
21
22
23
24

26
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO