Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

26
Ago 09

 

Um dos livros que li nas minhas férias continha cinco frases como guideline´s para uma vida melhor. Mais feliz.

 

Uma delas, a que eu considero a mais proveitosa, ao fim de algum tempo de treino, implica deixarmos de nos preocupar com coisas que não valem a pena. Quantas vezes fazemos uma tempestade num copo d'água? Quantas vezes nos preocupamos horas a fio, ficamos até deprimidos com algo que nunca chega a acontecer? E até que ponto adianta fazermos futurologia quando, na maior parte dos casos, nada podemos fazer para prevenir ou mesmo minimizar os estragos?

 

Pois é. Deixei de o fazer. Ou melhor, às vezes ainda me preocupo, mas evito ao máximo. E até já consigo mesmo, depois de uma fase inicial, não pensar mesmo. É bom, liberta-nos o pensamento para questões mais proveitosas. E também nos traz a fantástica capacidade de curtir mais o presente.

 

Relacionado com este livro, com outros e com outras vivências, voltei a acreditar no amor. De certa forma, no amor tal como acreditava nele na adolescência. Voltei a acreditar que é possível duas pessoas quererem dividir o dia-a-dia, envelhecer ao lado uma da outra, ver os filhos e os netos crescerem. Acredito que é possível quererem, tal como acredito que todas as leis universais das probabilidades estão contra essas pessoas. Daí ser tão especial isso acontecer, bem assim como tão raro...

 

Mas ao menos, pelo meu bem e das duas criaturas que se encontram a meu cargo, pois será nos exemplos que eu dou que um dia eles se verão, voltei a acreditar que é possivel.

publicado por Trintona(inha) às 18:55
música: Halo - Beyoncè
sinto-me: Muito bem!

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28

30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO