Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

20
Jun 10

 

Entrei ontem num dos dois cafés onde não preciso de dizer que o abatanado é com adoçante, quando, por acaso e alguma melancolia, olho para a proprietária/funcionária e penso "Será que ela é mais feliz que eu?"

 

Ela que, aparentemente, não pára cinco minutos para pensar se está feliz com os filhos que tem, com a mulher que é, com a sabedoria que possui, com a ocupação laboral que escolheu... Já para não falar do marido. Fisicamente indescritível, é daqueles que, ainda por cima, precisava de usar um babete - e isto com toda e qualquer mulher que se lhe atravesse no caminho. Estou a pensar precisamente nele, eis que ele entra também, trazendo um punhado de flores silvestres. Chega-se a ela e ela escorraça-o literalmente, refilando sobre o facto de serem flores silvestres, que, vim a saber momentos depois, foi ela que pediu que ele fosse apanhar...

 

Tenho confiança suficiente com todos para falar, e sorrindo digo-lhe que devemos ser gratas pelo que temos... e a primeira coisa que ela fez foi afastá-lo veementemente...

 

Ela ri-se, desculpa-se dizendo que não viu lá uma determinada flor que ela gosta... enfim...

 

Se ela é mais feliz, não sei. Mas que a vida dela deve ser bem mais simples... Creio que sim.

publicado por Trintona(inha) às 11:44
sinto-me: Estranha
música: Lady Antebellum - Need You Now

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
17

22
23
24
25
26

27
29


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

47 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO