Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

21
Fev 11

Compreendo que quem leia o meu blog não tenha essa ideia de mim, normalmente não é sobre o que vou escrever hoje que mais me apetece debitar, mas de há umas semanas para cá não consigo deixar de pensar nisto.

 

Chegámos a um ponto, enquanto sociedade, que eu não consigo compreender.

 

Facilitar o nosso trabalho, facilitar as nossas tarefas, acho óptimo.

 

Uso máquina de lavar-loiça, uso máquina de lavar roupa, telemóveis, pagamentos automáticos, comandos à distância para aparelhos razoáveis, como TV e DVD...

 

Agora... rolos de papel higiénico em que o tubo pode ir pela sanita para eu não ter de dar mais dois passos para o pôr no caixote de lixo?! Desculpem?! E depois ocorre-me... Esta marca (ainda só tenho conhecimento de uma) não deve ser das mais baratas... Que pessoas dão mais dinheiro para não ter de ir pôr o tubo no lixo, ou a reciclar, que seria o ideal? E ambientalmente, isto será louvável? I think not...

 

Os jornalistas só publicam o que lhes traz alguma mais-valia, os políticos continuam a encher os bolsos próprios e os dos amigos, continuam a haver "profissionais" que dizem «quer recibo, cobro-lhe o IRS...», continuam a haver pessoas que recebem subsídio de desemprego mas fazem "uns biscates", agora rebentou a barraca (finalmente!) por causa dos médicos & farmácias corruptos que chupavam a "mama pública"... para não escrever algo mais ordinário, como apetece...

 

Sei que não é grande alternativa, mas apetece mesmo mudar de país, juro que apetece...

publicado por Trintona(inha) às 16:18

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
26

28


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO