Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

19
Nov 08

Há vários dias que não escrevo. Tenho noção disso. E, como sempre, não é que me falte assunto. Às vezes, quanto mais temos por onde escolher, mais confusos ficamos.

 

O fim-de-semana foi, no mínimo, agitado. Apesar de tudo o que podia ter corrido mal, foi bom. Serviu para pôr alguma ordem nesta cabeça. Adicionar mais algumas confusões, mas, com estas, eu aguento...

 

Neste blog que descobri recentemente, explica de uma forma muito acessível, porque é que as mulheres gostam "mais" dos bad-boys... Não é que a questão me tire o sono, mas penso sobre isso de vez em quando. Chamam-lhe o "Complexo de Messias" e, pelo que interpretei, baseia-se no sentimento que a mulher experimenta quando fantasia que é ela a mulher especial que vai mudar aquele homem que qualquer pessoa vê como incorrigível... Confesso que um bad-boy tem algum encanto... Quanto mais não seja, imaginando um bad-boy e um dos outros na cama... ;-)

 

E isto leva o meu pensamento a outra área relacionada... Porque é que os "bonzinhos" parecem só atrair as "vacas"? E aqui entra apenas a minha teoria... Porque elas têm um apurado faro para ver quem cai nas tretas delas... E eles, coitados, ou por ingenuidade ou porque a vida ainda não lhes mostrou o suficiente, caiem sempre... O problema é que é como em tudo na vida... Quando acontece uma vez... ok... duas... hum, grande azar... três... talvez o problema seja nosso...

 

E o Natal está aí à porta... A árvore já está montada... O presépio... As luzes... Miúdos a quanto obrigam! ;-) Quero criar boas memórias para os meus filhos, mas não relacionadas com o consumismo desenfreado que, nos últimos anos se tem visto... Festejar o Natal pelo que significa... Valores de família, de respeito pelo outro... de amor... Estarei a pedir demais?

 

E voltei ao meu programa físico... Sabe tão bem entrar naquela água deliciosa... Sentir que o meu corpo aguenta cada vez mais...

 

Beijos!

 

 

publicado por Trintona(inha) às 20:16
sinto-me: Na maior...
música: Jordin Sparks & Chris Brown - No air

9 comentários:
Huuummmm, duvido desse "Complexo de Messias" como causa das paixões pelos Bad Boys.
Acredito mais da teoria do Caçador (é um complexo que vem da pré-história): um Bad Boy é visto como uma pessoa desenrascada que não liga aos meios para atingir os fins. Logo, é um óptimo caçador que conseguirá manter a família alimentada e defendida.
Miguel a 20 de Novembro de 2008 às 11:46

Olá Miguel

Um excelente ponto de vista, como sempre... E muito provavelmente, verdade... Há também a questão de "o que é perigoso atrai mais"... Como quase tudo, penso que é multifactorial...

Beijo!
Trintona(inha) a 20 de Novembro de 2008 às 16:51

Muito sinceramente?
Prefiro o meio termo ne mas confesso que o "bad Boy" atrai mais ou melhor dá mais pica. O Bonzinho também maça.

Portanto agora é só encontrar o meio termo.

Beijinhos
Marta a 20 de Novembro de 2008 às 11:57

Olá

Concordo plenamente. Bad-boy é demasiado perigoso, não gosto de ser magoada. "Bonzinho" enjoa...

E é como diz o ditado... É no meio que está a virtude!

;-)

Beijos!
Trintona(inha) a 20 de Novembro de 2008 às 16:59

Eu acho muito mais engraçados os bad boys disfarçados de cordeiros...
Bad boys? Isso ainda existe? Eu acho que agora são mais é bad girls...
Ora o Natal deste ano ... apresenta-se como uma promessa de retorno aos belos dos valores tradicionais, a famelga, a contenção nos consumismos (isto não tá fácil e o pior ainda aí vem...), o amor, respeito, patai, patata...
Pelos piores motivos temos que nos recentrar. Vai fazer bem ás futilidades, feiras das vaidades e outras coisas acabadas em "ades" ou não...
Para mim vai ser como sempre foi.
executivo_chanfrado a 20 de Novembro de 2008 às 13:54

Olá

Se existem bad-boy's? Ui, como existem... Alguns safam-se bem porque dão vontades variadas... Outros nem por isso...

Bad-girls? Como definirias uma bad-girl? Na minha definição, existem, muitas...

Ainda bem que o Natal sempre foi assim para ti. Os meus não têm sido grande coisa até agora...

Beijos!

Bad girls?
São iguais aos bad boys. Não dá para descrever aqui em pormenor todas as/os suas características.
Correndo o risco de cair numa redundância... são vermes...
Comigo não se safam porque não me dão vontade nenhuma.
E não seremos todos ou teremos sido na nossa vida um bad boy/girl pelo menos uma vez?
Define-me lá agora "vaca". Expresão poderosissima do nosso abundante vernáculo. Expressão deliciosa diga-se.
Ah, eu sou dos bonzinhos mas tanbém já comi "vaca". Vazia e alcatra. O lombo é outra coisa.
Bjs

executivo_chanfrado a 20 de Novembro de 2008 às 22:20

Olá

Uma das características que define, no meu dicionário, bad-boy, é tentar, a todo o custo, levar as meninas para a cama. Como isso não existe nas bad-girls, porque, habitualmente, os homens não fazem um grande esforço em resistir, essa característica não é igual dos dois lados da cerca. Mas adiante.

Se eu já fui uma bad-girl... Quase todos os meus ex's te diriam que sim, provavelmente, mas isso já terá outros fundamentos. Se eu acho que sou/já fui... Acho que não...

"Vaca"... ora bem... Consigo lembrar-me de uns quantos exemplos... Vaca é a gaja que olha para um homem e quer saber qual é o saldo da conta bancária e quanto conseguirá sacar do pobre... É a gaja que me diz «gosto deles casados, já vêm lavados e engomados»... É a gaja que gosta de ter o oficial e os "outros"... só pela pica do que é mais difícil de gerir... É a que gosta de lixar todos os que a rodeiam... mesmo profissionalmente... Há muitos exemplos, mas estou a tentar escrever um post complicado... Chega assim?

Beijo!

Olá,
Concordo em parte com a tua primeira abordagem. O nosso cérebrozito é de facto condicionado e não é só dos bad boys… acho que é geral.
Mas também ainda por aí existem uns energúmenos que nem são bad nem good e que não se deitavam com qualquer peça…
Já fomos todos bad’s… quando despachamos somos bad do outro lado, quando somos despachados… reverse… mas despachar (simplista não?) não significa ser um “ganda filho da puta”. O (a) bad é filho da puta por convicção.
Concordo contigo que esta coisa de escrever os posts é complicada. Para além da falta de tempo que tenho sou coibido pelo quadradinho…
Gostei da tua descrição de vaca…andem por aí…
Não deixo gente dessa aproximar-se de mim a não ser que tenha que gramar com elas por motivos profissionais, mas também ai dá para meter uma rede de malha fina à volta para perceberem que não conseguem passar.
Vermes e gado não aturo.
Beijo

P.S Continua a fazer desporto que só faz bem.
executivo_chanfrado a 21 de Novembro de 2008 às 10:08

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
21
22

23
25
26
28
29



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO