Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

02
Jan 09

 

Imagine-se um mundo onde todos tínhamos escrito na testa a classificação em determinadas capacidades.

 

Imagine-se, por exemplo, a competência. Era fantástico.

 

Pelo menos haveriam muitas pessoas que não conseguiriam certos empregos pelo «Factor C».

 

Imagine-se o cenário do Fulano X a conversar com o Fulano Y a pedir-lhe emprego para a nova amante, ou a sobrinha do amigo, ou o namorado da filha. O Fulano Y conhece a pessoa em questão e diz-lhe: "Pá, não posso, a(o) gaja(o) tem estampado 10% de competência na testa. Não posso».

 

E todos ficaríamos melhor.

 

Não teriam que uns a tentar limpar a porcaria que os outros fazem.

 

A economia não estaria tão má.

 

E a trintinha não teria passado por mais uma cena dispensável na vida. Completamente dispensável.

publicado por Trintona(inha) às 15:47
música: Coldplay - Fix You
sinto-me: Danada

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
21
24

25
26
27
28
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO