Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

02
Jan 09

 

Então aqui vai uma anedota a propósito do "Factor C" e outras particularidades da nossa mentalidade tuga:

 

Um dia um homem que passeava com o filho junto a um cais onde se encontravam pescadores de caranguejos resolveu ensinar ao filho uma daquelas lições de vida. Chamou à atenção do filho para o facto de todos os baldes terem tampa excepto um. Perguntou então ao filho:
- Sabes qual é o pescador português?
O petiz atrapalhado não soube responder e então o pai disse-lhe:
- É o que tem o balde sem tampa!
- Porquê?
- Porque os caranguejos apanhados pelo português tornam-se logo portugueses e não fogem do balde. Assim que há um que começa a subir, os outros puxam-no logo para baixo.

 

 

E uma imagem da minha Playlist do WMP:


 

Será que dá para ler?

 

Beijos!

 

 

publicado por Trintona(inha) às 21:33
música: Vide acima! ;)
sinto-me: Melhor

3 comentários:
Pois,
Foi o que referi ma minha resposta anterior. Esta cena tão Tuga de calcar, de não puxar pelas pessoas, de ter medo, da cunha, do primo, do sobrinho, etc… é repugnante!
E está uma boa anedota e critica.
Quanto à Playlist. Conheço a Beyonce, Nickleback, ColdPlay, Take that e James Blunt. E agora vou exprimir a minha opinião sobre os 5 nomes acima.
Beyonce – Não gosto nem da voz nem do estilo de musica, olha… nem de nada…
Nickleback – Dentro da onda mais “comercialoide”. Musicas giras, bem compostas e o tipo tem uma voz e um estilo de cantar que agrada deveras.
Coldplay – Belíssima banda com ideias de alguma originalidade, facto raríssimo nos nossos tempos.
Take that e James Blunt – É daquela musiquita pré mastigada, embalada, olha até me faltam adjectivos… o blunt então enerva-me solenemente…
Pronto… se quiseres companhia para o concerto de Soulfly em Fevereiro podes contar comigo, eh, eh, eh…
O que é o WMP?
Ah, vou-te deixar a minha lista do que ando a ouvir (no carro, no computador, em casa). Só 10 para não enfadonho.

Peter Erskine – Live at Rocco
Chris Potter – Underground
Chris Potter – Live at the Village Vanguard
Pulp fiction – A banda Sonora do filme
Pat Metheny Group- Pat Metheny Group
Machine Head – The blackening
Lyle Mays – Solo improvisations for expanded piano
Queensryche – Operation Mindcrime
Fred Hersch – Plays Billy Strayhorn
Richard Galliano – Piazzolla Forever

E “prontos” (quando as pessoas dizem isto só me apetece esganiçá-las). Em seguida vou com os meus filhotes fazer aquilo que um executivo que se preza faz ao fim de semana quando o tempo está como o de hoje.

Uma beijoca e um bom domingo
executivo_chanfrado a 4 de Janeiro de 2009 às 10:07

Isso é como td na vida , uns tem o factor C outros que sobem pelo caminho mais fácil , e outros que nem sobem e se deixam andar , etc
Mas cada tem a sua maneira d ver o assunto e ja que estas numa de "Private Joke" aqui fica uma que representa muita gente e muita maneira de pensar sobre o caminho mais fácil e sobre o sermos "seduzidos" por ele seja factor C ou outro qualquer.

"Um velho índio descreveu certa vez os seus conflitos internos.

"Dentro de mim existem dois cães, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Eles estão sempre a brigar."

Quando então lhe perguntaram qual dos cães ganharia a briga, o sábio índio parou, reflectiu e respondeu:

"Aquele que eu alimentar."
JustJay a 6 de Janeiro de 2009 às 20:02

Olá e "welcome back"

Gostei muito do pensamento que trouxeste a este blog. E aplica-se a uma série de coisas. Bom para reflectir. Como eu gosto. Como tu sabes.

Beijo!
Trintona(inha) a 8 de Janeiro de 2009 às 20:46

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
21
24

25
26
27
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO