Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

19
Jan 09

 

Ando para escrever este post há imenso tempo. Até que ponto as pessoas, em especial as jovens raparigas, são fúteis, para gozarem, segregarem e menosprezarem outras miúdas por uma questão tão estúpida como terem os olhos amarelos?!

 

Passo a explicar. Há uma doença, creio que da área hepática, que torna a parte dos olhos que habitualmente é branca em amarela. E vieram para um programa de TV várias raparigas dos Estados Unidos da América lavadas em lágrimas porque não conseguem ter amigas, porque as outras miúdas são cruéis para com elas. Isto é burrice, crueldade ou ambas em largas doses?

 

Estaremos a atingir um tal estado como Humanidade em que é mais importante a cor dos olhos - e nem estou a falar da íris, azul, castanha, verde ou acinzentada - do que os valores morais das pessoas com quem lidamos?!

 

Parece que sim, que esta é a inclinação geral nos dias de hoje. Quando e como é que isto vai mudar?

publicado por Trintona(inha) às 20:32
música: Dido - Don't believe in love
sinto-me:

3 comentários:
como trintona q é, ja nao devia interrogar tal coisa, sendo lisboeta menos ainda, grande cidade onde td acontece...e nada d bom aparece.sim, sao voces q pensam, mas eu nao sou retrogado...
Qt ao tema abordado é demasiado sensivel, ja sabemos q os adolescentes e nao so sao bastante crueis ao julgarem os outros(os mais indefesos, sensiveis, ou doentes, como o caso). mas s os jovens sao assim pq alguem os educou nesse sentido.sim é mto triste.culpo os pais, eu como pai tb nao estou livre de alguma falha q possa cometer na educaçao do meu filho, e s tal acontecer aqui tou eu p assumir "mea culpa".com isto onde fica o coraçao?é so p bombear o sangue as arterias, veias...assim é triste.é comprar carro e casa caros e bonitos pq a imagem na sociedade conta(é triste tal pensamento)endividam-se...é so fachada,por tras d td isto, é triste...conselho:sorriam abraçem o mais proximo e nunca deixem d dizer q sao felizes pois existem pessoas em pior situaçao q nos.e qd acorderem agradeçam ter vida propria e estarem vivos, pq é necessario estar vivo p permanecer neste planeta...
AMO-VOS
stone a 19 de Janeiro de 2009 às 22:12

Olá

Sou trintona, sou lisboeta, mas recuso-me a aceitar uma sociedade onde o parecer/ter é mais importante do que o ser...

Tem toda a razão quando diz que uma boa parte da culpa de os adolescentes/crianças serem assim é dos pais. E tenho bem consciência de que é a minha geração que os está a educar. Será deseducar? Ou deixar crescer em estado quase-selvagem?

Obrigada pela visita e pelo comentário

Beijo
Trintona(inha) a 19 de Janeiro de 2009 às 22:47

Olá,
Pois é a velha história do "plus etre que paraitre". Nos states vende muito mais do que cá mas como somos importadores...
No passado sábado deambulava pela Zon quando me deparo com um programa sobre o 55º aniversário da Playboy e da busca de uma jovem para fazer a capa e...talvez um pouco mais (presumo que implique "ir ao castigo" com o famoso dono...). Diga-se que todas se mostravam radiantes por ali andarem e uma estava especialmente honrada dado que a sua mãezinha já tinha sido playmate e "namorada" (na minha terra têm outro nome do famoso dono). Enquadra-se nesta filosofia...
Tenho a impressão que a famosa crise que por aí anda (e que vai ficar muito pior) irá criar um certo espírito “back to basics” que, na minha modesta opinião a nossa sociedadezita tanto precisa.
Beijo
executivo_chanfrado a 20 de Janeiro de 2009 às 13:17

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
21
24

25
26
27
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO