Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

20
Jun 10

 

Entrei ontem num dos dois cafés onde não preciso de dizer que o abatanado é com adoçante, quando, por acaso e alguma melancolia, olho para a proprietária/funcionária e penso "Será que ela é mais feliz que eu?"

 

Ela que, aparentemente, não pára cinco minutos para pensar se está feliz com os filhos que tem, com a mulher que é, com a sabedoria que possui, com a ocupação laboral que escolheu... Já para não falar do marido. Fisicamente indescritível, é daqueles que, ainda por cima, precisava de usar um babete - e isto com toda e qualquer mulher que se lhe atravesse no caminho. Estou a pensar precisamente nele, eis que ele entra também, trazendo um punhado de flores silvestres. Chega-se a ela e ela escorraça-o literalmente, refilando sobre o facto de serem flores silvestres, que, vim a saber momentos depois, foi ela que pediu que ele fosse apanhar...

 

Tenho confiança suficiente com todos para falar, e sorrindo digo-lhe que devemos ser gratas pelo que temos... e a primeira coisa que ela fez foi afastá-lo veementemente...

 

Ela ri-se, desculpa-se dizendo que não viu lá uma determinada flor que ela gosta... enfim...

 

Se ela é mais feliz, não sei. Mas que a vida dela deve ser bem mais simples... Creio que sim.

publicado por Trintona(inha) às 11:44
música: Lady Antebellum - Need You Now
sinto-me: Estranha

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
17

22
23
24
25
26

27
29


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO