Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

23
Fev 11

 

De tempos a tempos uso uma analogia que um amigo me explicou um dia.

 

Para além de docinha, acho-a muito apropriada e torna tudo fácil de entender.

 

Na vida há muitos tipos de amores. Temos o amor da nossa mãe, do nosso pai, do irmão, da irmã, do filho, da filha, das amigas, dos amigos... e do namorado/a. Há quem diga: "Não preciso de um amor romântico, tenho o dos meus filhos!". Mas, tal como numa salada de frutas, em que a comparticipação de cada fruta é que dá o sabor final, assim são os amores... 

 

O amor da mãe pode ser o sabor da maçã, do pai a pêra, do irmão a laranja, da irmã o abacaxi, dos amigos a manga e do namorado/a o morango, por exemplo. Sem todos eles não seria salada de frutas, assim como a vida não tem o mesmo sabor se não tivermos, pelo menos de tempos a tempos, todos os "tipos" de amores...

publicado por Trintona(inha) às 14:54
música: Sara Bareilles - King of Anything
sinto-me: :-)
tags:

5 comentários:
Mil perdões... Mea culpa...

Só faltam 4 meses para a conclusão deste mestrado que me tirou não 2, não 3 mas 4 ou 5 anos de vida... :'-(

Já falta pouco. E eu prometo que vou fazer um esforço por escrever mais...

:-*

Boa sorte para td! :)

mt obg!
bj gd,

Catarina
Catarina a 23 de Fevereiro de 2011 às 23:04

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
26

28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO