Considero-me uma trintona média, logo, representativa da Classe... mas posso estar enganada...

29
Abr 11

 

Não há nada que levante mais a moral a uma mulher que apenas se vestiu para levar os filhos à escola do que passar inadvertidamente em frente a uma instalação de Gás Natural num prédio e ouvir proferir a frase:

 

"Sabem como é que se diz na minha terra? PÁRA A OBRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA"

 

Isto quatro vezes. Com o volume em crescente.

 

 

 

 

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh!!! Já me esquecia!!! E passar pela rua do ex, ver a actual-do-ex de trás e ver que o rabo dela dá dois do meu, logo eu que tenho mais dez centímetros de altura que ela? Priceless!!!!

 

 

publicado por Trintona(inha) às 10:16
música: Ke$ha - Blow
sinto-me: 5*

13
Abr 11

 

 

A propósito desta notícia, ocorreram-me algumas ideias acerca do assunto. Aviso desde já que não será um post feminista mas, provavelmente, alguns trechos serão uma boa aproximação. Mas considero-me uma pessoa imparcial, e, se penso como penso, acreditem, vejo muitas situações completamente injustas.

 

Cresci numa típica família suburbana, onde a mãe cozinhava, limpava, lavava, passava enquanto o pai lia o jornal. Depois tinham um laivos de loucura, quando, em mais de vinte anos de casamento, o meu pai nuna comprou um par de sapatos. A minha mãe ia comprar-lhos, levava-os para casa para ele os experimentar e, se ele não gostasse (surpresa!) ela ia trocá-los à loja. Quando eu conto isto, por vezes, obtenho a seguinte resposta: "com os meus pais também era assim". Cruzes credo.

 

Aos domingos de manhã, a minha mãe ia fazer as compras para a casa e comprar o jornal ao maridão. Como ele era um homem muito permissivo, dava-lhe (acompanhando aquele gesto de olhar faustosamente para o relógio) 30 minutos para completar ambas as tarefas. Ah, e ainda podia beber um cafézinho rápido (amoroso, não é?)!

 

Tenho uma amiga casada (sim, começam a ser a minoria). É o segundo casamento de ambos. Ele tem, do primeiro casamento, dois filhos, que vivem com eles e a filha de ambos. Quando ela passa a tarde comigo, se ele chegar a casa e não houver presunto, queijo, pão e vinho, liga-lhe para o telemóvel, ordenando-lhe que vá para casa porque "não há nada para comer". No frigorífico não cabe nem uma mosca. E ele não tem mãozinhas nem pézinhos para ir comprar. Pois.

 

A actual-do-ex fica a limpar a casa com a mãe e as filhas enquanto o ex vai passear com os seus pais e os (nossos) filhos. Uma vez que ela se meteu à besta, até acho fantástico. Mas não deixa de ser uma exploração. Ainda para mais limpa uma casa que não é dela. Tansa.

 

Experimentem passar numa rua que tenha dois ou três cafés, entre as 19 e as 20h. Aqui na minha zona, estão cheio de homens a beber cervejas, dizer bacoradas e mandar umas graçolas às mulheres que passam: "Ó jóia, vem cá ao ourives". Como se essa ainda não tivesse sido suficientemente ouvida por nós. 

 

Eu pergunto-me muitas vezes: onde andam as mulheres destes homens, enquanto eles bebem no café e chegam a casa bêbados? A cuidar das crianças, dos TPC's, da casa, das roupas, do jantar.

 

E agora, um pensamento verdadeiramente revolucionário: e se em vez de conversarem sobre futebol e gajas (e, já agora, as mulheres também podiam deixar de ver e falar sobre novelas e coscuvilhices) e se se dedicassem à política, à economia e ao governo sério das suas próprias casas... estaríamos nesta situação? Não creio.

 

publicado por Trintona(inha) às 17:43
música: Adele - Rolling in the deep
sinto-me:

02
Mar 11

 

 

... porque pouso as chaves num sítio quando chego a casa e no dia seguinte tenho de ir buscar as suplentes porque não sei onde as deixei.

 

... porque adormeço quando tenho visitas.

 

... porque fico de enciar um e-mail e só me lembro 5 dias depois.

 

... porque até já me perguntam quantas vezes por dia vou ao supermercado.

 

... porque quando durmo mais de 6 horas por dia o meu corpo estranha.

 

... porque ando com paciência 0 para as crianças e elas não têm culpa nenhuma.

 

... porque caio para o lado e durmo onde calhar (inclui-se aqui um carro com duas crianças aos berros uma com a outra).

 

... porque tenho coisas para arrumar em casa há quatro semanas e não tenho tempo para as arrumar devidamente.

 

... porque sim.

 

... porque eu MEREÇO!!!

 

 

 

 

Entrei de férias hoje!

 

Mascaro-me de quê? 

publicado por Trintona(inha) às 23:08
sinto-me: Cansadaaaaaaaaaaaaaaaaa
música: Rihanna - Love The Way You Lie (Part II) (Piano Version)

Decidi acabar com um dos únicos dois vícios que tinha na vida. Não sei se vou ter recaídas, é provável que sim, mas o que conta é a perseverança de cada vez que tomar esta decisão. Já se passaram 6 dias. E, como em tudo na minha vida, é radical. Ou é, ou não é. E não é, há seis dias. Ontem tentaram-me. Levaram uma caixa e puseram à minha frente. Cortaram uma, ofereceram-me, dizendo: "Come, são bolas de manteiga, típicas desta pastelaria no Barreiro!"

 

MALVADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAS

 

 

 

 

 

Já deu para perceber que o vício é o açúcar e quase todos os alimentos que o contenha, certo?

publicado por Trintona(inha) às 10:01
música: Sara Bareilles - King of Anything

24
Fev 11

 

Este post vem atrasado talvez umas duas semanas. Mas alguns de vós terão visto o anúncio que vou referir.

 

Sinto-me um pouco ofendida quando vejo um outdoor afixado numa paragem de autocarro com um homem que não deve muito à beleza a dizer "Está preparada para a revolução?"

(perdoem-me se cometo alguma inexatidão, mas já foi há um tempinho e acabei por não lhe tirar nenhuma foto).

 

Primeira questão que me assola: "está preparadA?!" A? PorquÊ? Só as mulheres é que limpam? 

 

Segunda questão: porque é que tudo o que é marketing virado para os homens (leia-se gadgets, carros e viagens) tem sempre gajas podres de boas que na maioria dos casos nem faz falta ao anúncio e a nós colocam um senhor que pode ser muito bom homem mas que nem que estivesse a pagar para me fazer um strip eu aceitaria? Somos parvas? Cegas? Temos mau gosto?

 

Terceira questão: paragem de autocarro? Queres ver que também não conduzimos, só andamos de transportes?!

 

Muito mau. Tenho pena de não me lembrar da marca do detergente para nunca mais comprar e escrever um pequeno e-mail para a agência de publicidade. 

 

:-P

publicado por Trintona(inha) às 10:00
sinto-me:

06
Nov 10

 

... dos gajos casados que se comportam como se fossem solteiros.

 

... da crise, do sistema político, dos economistas, dos banqueiros, dos corruptos.

 

... dos gajos que conduzem sem seguro e fogem - pagamos nós, pois claro - Fundo de Garantia Automóvel.

 

... dos gajos e gajas que "recebem" subsídio de desemprego, mas não aceitam boas oportunidades de emprego enquanto dá para chular.

 

... dos gajos e gajas que "recebem" subsídio de desemprego, mas ganham uns trocos em "serviços" que não declaram.

 

... dos gajos e gajas que "recebem" subsídio de desemprego, mas "conseguem sustentar a família!!!".

 

... de ter estudado toda a minha vida, ao contrário de muitos, continuar a fazê-lo e não ver nenhuma compensação económica para tal.

 

... das pessoas que aproveitam as "Novas Oportunidades" e depois entram no Ensino Superior sem saberem escrever português, quanto mais uma língua estrangeira.

 

... das pessoas com quem não se fala há mais de um mês e que mandam SMS à 1:30 da manhã a dizer "Olá". E não, não é um bottie-call.

 

... dos homens portugueses. Sinceramente, já considerei virar lésbica ou freira. Por enquanto, vou-me arrependendo... mas a avaliar pela qualidade, um dia destes acontece...

 

... de um Ensino Superior que continua alucinado, com pessoas alucinadas, que não têm vida própria e que parece que passam o tempo pessoal a pensar em como lixar mais estudantes em menos tempo.

 

... continuo cansada de estar cansada de tudo isto... é muito...

publicado por Trintona(inha) às 23:10
música: Love The Way You Lie - Eminem ft. Rihanna
sinto-me: :´-(

06
Out 10

 

Hoje venho aqui num pulinho fazer só dois avisos à navegação:

 

Primeiro:

Seja homem seja mulher... Se pesa mais de 20 kg do que deveria pesar para a sua altura, por favor, não vá fazer o seu jogging vestida de calções de lycra curtos, que se enfiam onde a gente sabe e top de alças. Por favor. Pensemos na sanidade mental dos nossos compatriotas.

 

Segundo:

Se o seu hálito atravessa toda a mercearia e acerta em cheio no nariz na pobre trintinha que está na caixa a pagar... Está na altura de comprar uma boa pasta, uma escovinha e pô-las a trabalhar, não?

 

:-P

 

publicado por Trintona(inha) às 00:28
sinto-me: Arghhhhhhhhhhhhhhhh
música: Alicia Keys - Diary

28
Set 10

 

 

Hoje, ao contrário do habitual, começo pelo título. Hoje, como de costume, não percebo os homens. E os que percebo, a parte que compreendo... não me agrada nadinha. Não é nada comigo, mas não me agrada. Vejo muito passado, tenho um vislumbre do futuro, e não gosto.

 

Tudo começou há umas semanas, em frente a um café com natas, quando oiço as dúvidas de um amigo de longa data sobre a confiança da mulher nele. Se ela terá um amante. Dá-me vontade de gritar "Parece-me que sim e voto para que seja verdade!", mas calo-me e oiço-o. Quando a paciência acaba e o confronto com a pergunta "Há quanto tempo dura ESTA relação extra-conjugal", que sei que ele tem, ele responde-me "5 anos". Apetece-me dizer asneiras mas visto o papel de amiga e digo o que acho correcto dizer.

 

Num jantar de gajas tenho conhecimento que uma delas tem 3 casais amigos que se estão a separar. Elas fartaram-se da infantilidade, do egoísmo sem fim, da falta de companheirismo e puseram-se ao fresco. Nós próprias somos um excelente exemplo disto. Só uma de nós tem uma relação que parece vender saúde. De resto há de tudo. Há quem esteja na ressaca de várias más separações e só quer é curtir (acreditem, a expressão que usámos não pode ser aqui colocada!), há quem esteja só porque não lhe agrada as opções, há quem esteja à beirinha de um ataque de nervos com direito a separação, há quem esteja a suportar coisas loucas para manter qualquer coisa, vem o fantasma da violência conjugal...  Parece que vem aí o fim-do-mundo...

 

Num simpósio um colega confidencia que ia dando cabo da vida dele com um caso. Não fiz perguntas, como não costumo fazer... Uns dias depois diz-me que quer falar comigo, que precisa de se confessar (logo a mim?!) mas que precisa de tempo. Olho para ele a pensar se está a gozar e tem os olhos molhados. Casado há uns dez anos: "Preciso de me divorciar".

 

Será que a taxa de divórcio ainda é de 50%? Acho que andam a fazer mal as contas. Se a taxa de casamentos é tão baixa, devíamos conseguir fazer uma estatística que incluísse as uniões de facto também.

 

 

 

 

publicado por Trintona(inha) às 21:30
sinto-me: Bem!
música: Tudo de Novo - Klepht http://www.youtube.com/watch?v=f-PmDS

10
Set 10

 

Não há nada melhor para engatar gajas que pôr como foto de perfil uma imagem do nosso clube!!!

 

(isto é só como auxiliar de memória para quando eu deixar de pôr fotos reais minhas - vou ver se ponho imagens de um shopping, ou de um cabeleireiro... deve ser o equivalente, não?)

 

:-P

publicado por Trintona(inha) às 02:35

05
Set 10

 

Hoje pretendo escrever sobre dois assuntos distintos, mas que acabam por estar interligados.

 

Em Mallorca estive perdida. O meu gaydar, tão bem programado para a realidade portuguesa, esteve completamente avariado. Homens depilados, guapíssimos,  de sunga, em grupos... Em Portugal só podia querer dizer uma coisa. Mas, aprendi eu, se os moços falarem italiano, ou alemão, ou inglês... A coisa não é bem assim. Nunca vi tanto gajo giríssimo numa praia só.

 

Como diria um brasileiro que conheci em tempos: "Tanto lanchinho dando sopa por ali e eu de dieta!"

 

E... Os homens portugueses perceberam finalmente que as mulheres já não gostam de tapetes. Esses são para ter no chão das casas... e mesmo assim!!! Ter cinco belos exemplares da profissão "mais macha" do país a discutirem, à minha frente, como é que fazem a depilação das costas ou do peito (sim, e de outras partes também!!! :-o )... Preço? Incalculável!

 

Obrigada. O meu mais encarecido obrigada a todos(as) os(as) responsáveis por esta nova realidade!!!

publicado por Trintona(inha) às 21:21
sinto-me: Bem!
música: Momento final - Santos & Pecadores

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO